BH em Debate
Você está em : Inicial > BH em Debate > Conservação da Biodiversidade

Conservação da Biodiversidade

As araras, Elisa e Frank, retomam sua história de amor


As araras, Elisa e Frank, retomam sua história de amor

Elisa voltou a encontrar Frank depois de cinco anos e agora os dois poderão retomar sua história de amor. Tudo seria mais ou menos comum se Elisa e Frank não fossem um casal de arara-azul-de-lear, espécie muito ameaçada de extinção, que, desde a semana passada, teve uma nova oportunidade de dar continuidade a essa relação de fidelidade e, quem sabe, se reproduzir no Jardim Zoológico da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZB-BH).

 

Na natureza temos alguns exemplos de aves que chegam a viver juntas uma vida inteira, como é o caso do grupo de psitacídeos (do qual faz parte a arara-azul-de-lear) e também dos cisnes e gaviões. Essas aves estabelecem uma relação duradoura que pode ser comparada ao nosso amor romântico. Caso um dos dois venha a morrer, o outro pode até não se acasalar com outros indivíduos. Comportamento bem diferente de outros grupos que vivem em colônias e não costumam ser fiéis, como os flamingos, pinguins e garças.

 

De acordo com a bióloga responsável pela Seção de Aves da FZB-BH, Ângela Faggioli, a vinda dos animais para Belo Horizonte é uma das estratégias estabelecidas pelo Plano de Manejo e Conservação da arara-azul-de-lear (do qual a Fundação faz parte desde 2007) para a reunião dos indivíduos dessa espécie espalhados em zoológicos do Brasil e do exterior para que seja possível o seu pareamento. “O flocking é esse agrupamento de diversas aves da mesma espécie, que estão em idade reprodutiva, e que favorece o comportamento natural de livre escolha dos parceiros sexuais, aumentando assim as chances de sucesso no pareamento e na reprodução em cativeiro.”, explica.

 

No ano passado, a fêmea Elisa (que pertence à FZB-BH) seguiu para a Fundação Parque Zoológico de São Paulo (FPZSP) para passar por um período de adaptação com outros animais que estavam sem companhia. Lá ela foi colocada em um recinto com todas as aves que estavam sozinhas e reencontrou o macho Frank, com quem já havia vivido anos antes no Criadouro Conservacionista Fundação Lymington Juquitiba, São Paulo. “Houve uma escolha natural dos próprios indivíduos. E esperamos que isso nos contemple com bons resultados reprodutivos. Vamos tentar colocar toda nossa experiência à prova para que as aves se sintam à vontade para se reproduzir, oferecendo a elas as condições adequadas.”, destaca Ângela.

Com bons resultados em programas de reprodução de espécies ameaçadas, a Fundação Zoo-Botânica de BH vem se destacando no cenário nacional e internacional pela atuação nas áreas do manejo da vida silvestre, pesquisa, conservação e educação, voltadas para a preservação da fauna e flora.

 

Vale ressaltar que a chegada do casal ao Zoo da FZB-BH é fruto de uma parceria com TBH Esportes, produtora da Meia Maratona Internacional de Belo Horizonte, que contribuiu também com a produção de materiais educativos e a aquisição de câmeras de videomonitoramento para aumentar a segurança do recinto e possibilitar o acompanhamento do comportamento reprodutivo dos animais.

 

Características da espécie

 

A arara-azul-de-lear é uma espécie endêmica que ocorre na região do Raso da Catarina, na Bahia. É uma ave da ordem dos Psittaciformes, da família Psittacidae. Também conhecida como arara e arara-azul-menor, é uma das aves mais raras do mundo, criticamente ameaçada de extinção. Seu nome vem do grego anodön (sem dente, desdentado); e rhunkos (bico); e de leari, learii (homenagem ao artista, escritor e explorador inglês Edward Lear (1812-1888)). O resultado literal é Ave de Lear com bico desdentado.

Atualmente, o Jardim Zoológico de Belo Horizonte possui duas fêmeas e um macho de arara-azul-de-lear. O curioso é que o macho foi a primeira ave da espécie nascida em cativeiro (no Loro Parque, nas Ilhas Canárias, Espanha) repatriada para o Brasil.

Postado por Jorge Espeschit em 29/06/2016

Pontuação

Média: 5.0
Avalie
12345


0 Comentário para "As araras, Elisa e Frank, retomam sua história de amor"
Seja o primeiro!

Faça seu Comentário

*Todos os campos são obrigatorios













Desenvolvido por JeffBastos