BH em Debate
Você está em : Inicial > BH em Debate > Questão Metropolitana

Questão Metropolitana

Consórcio de Saúde integra ações de sete cidades da Região Metropolitana



Integrar e desenvolver em conjunto ações e serviços de saúde que melhorem a qualidade do atendimento, priorize os serviços de alta demanda e possibilite o acesso dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) aos serviços especializados, de urgência e emergência. Esses são os principais objetivos do Consórcio Intermunicipal Aliança para a Saúde (Cias), cujo documento foi assinado nesta quinta-feira, no Salão Nobre da Prefeitura, pelos prefeitos da cidade de Belo Horizonte,  Marcio Lacerda, de  Sabará,  William Borges, de Santa Luzia, Gilberto Dorneles, de Nova Lima, Carlos Rodrigues, de Caeté, Ademir Carvalho, de Ribeirão das Neves, Walace Ventura, e pelo vice-prefeito de Vespasiano, Baltazar Ruas.

Entre as principais ações a serem desenvolvidas pelo consórcio estão a implantação e o desenvolvimento de serviços assistenciais, implementação de serviços de assistência ambulatorial e hospitalar de média e alta complexidade, além da criação de uma Central de Regulação, que irá trabalhar em conjunto com a Central de Regulação Macrorregional, com as centrais de marcação de cirurgias eletivas e de marcação de consultas e de exames especializados e com os módulos municipais de regulação. O consórcio também prevê a implementação da rede integrada de urgência e emergência, incluindo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Belo Horizonte recebe uma grande demanda de moradores de outras cidades que necessitam de tratamentos especializados. Com a implantação do consórcio, a rede de saúde será fortalecida em outras regiões, desafogando o sistema público de saúde da capital.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Marcelo Teixeira, Belo Horizonte é uma cidade referência e tem um sistema de saúde com maior densidade técnica e mais leitos hospitalares, portanto é natural que a capital exerça um papel de atração dentro da Região Metropolitana. “Com o consórcio, teremos a oportunidade de criamos o ambiente organizacional e institucional que permita a perenidade nas ações. O passo que está sendo dado afirma o compromisso político e institucional dos prefeitos na construção conjunta e compartilhada na área de saúde”, disse. Segundo Teixeira, o protocolo segue para aprovação das respectivas câmaras municipais para apreciação.

Para o prefeito de Santa Luzia, Gilberto Dorneles, “este consórcio irá garantir um melhor atendimento à população não só de Santa Luzia mas de todas as cidades envolvidas. A carência que nós temos no atendimento médico, principalmente no que se refere a urgência e emergência, a leitos hospitalares e outras especialidades médicas serão minimizados com as ações”, salientou.

A regionalização e os investimentos conjuntos vão possibilitar que as cidades participantes do Cias se estruturem melhor e redistribuam, de acordo com as características de cada região, o fluxo de usuários do Sistema Único de Saúde.

Postado por Jorge Espeschit em 06/11/2009

Pontuação

Média: 0.0
Avalie
12345


0 Comentário para "Consórcio de Saúde integra ações de sete cidades da Região Metropolitana"
Seja o primeiro!

Faça seu Comentário

*Todos os campos são obrigatorios













Desenvolvido por JeffBastos