BH em Debate
Você está em : Inicial > BH em Debate > Gestão democrática e poder local

Gestão democrática e poder local

REGIONAL NORDESTE DE BH - Pólo de indústrias e serviços



Belo Horizonte completou 113 anos de história. Essa trajetória não poderia ser contada sem se ressaltar o desenvolvimento da Região Nordeste. Cumpridora de papel destacado em todas as fases pelas quais passou a cidade, a Região Nordeste teve participação fundamental na industrialização do município, com as fábricas têxteis nos bairros Cachoeirinha e Renascença nos anos 30. Já na década de 70, a região recebeu a implantação planejada de alguns de seus principais bairros, como o Cidade Nova e o União. Neste cenário de crescimento econômico e desenvolvimento social, é criada, em 1992, a Secretaria de Administração Regional Municipal Nordeste.


A região Nordeste possui significativas diferenças quanto ao tipo, a época e a forma de ocupação de seus bairros. As ruas Jacuí e Itapetinga, por exemplo, são de grande importância, pois ao longo destas vias é que se estabeleceu um corredor de atividades diversificadas como o comércio, a prestação de serviços e as atrações socioculturais, que depois estruturaram a ocupação das avenidas Antônio Carlos e Cristiano Machado. 

Embora caracterizada por grandes diferenças de poder aquisitivo, a região Nordeste vem se desenvolvendo, buscando alternativas para atender as demandas e necessidades de sua população. Apresenta situações socioeconômicas e de crescimento urbano bastante diferenciadas. A parte Sul, por exemplo, muito próxima ao centro, é uma zona de intensa atividade econômica. Já nas áreas de ocupação mais recente, os centros locais de comércio e prestação de serviços encontram-se em fase de consolidação. 

A vida social acontece principalmente nos bares e praças da região. Os principais pontos de sociabilidade são a Igreja de São Judas Tadeu, a Praça Poá e a Praça do Samba. Há também o Pólo Minas, formado pelo Minas Shopping, Minas Casa e Ouro Minas Palace Hotel, centro articulador de funções culturais, sociais e comerciais. A Feira dos Produtores segue como tradicional centro comercial, assim como o bairro Cidade Nova, que, nos últimos anos cresceu vertiginosamente, aderindo às tendências de verticalização urbana. 

Fator de destaque na região Nordeste é o grande número de parques que lá se localizam. São eles: Parque Professor Guilherme Lage (bairro São Paulo), Parque Ecológico e Cultural Professor Marcos Mazzoni (Cidade Nova), Parque da Matinha (União), Parque Ecológico Renato Azeredo (Palmares), Parque-Escola Jardim Belmonte (Belmonte), Parque Orlando Carvalho da Silveira (Bairro da Graça) e Parque Ismael de Oliveira Fábregas (Nova Floresta). 

É relevante também a grande atuação dos moradores quanto à mobilização e participação popular para a conquista de importantes obras sociais. Atualmente a região conta com 3 universidades: PUC São Gabriel, Universo e Uni BH.

Nordeste em números
- Centros de Apoio Comunitário: 2
- Núcleos de Apoio à Família: 2
- Centro de Convivência de Saúde Mental: 1 
- Centro de Referência em Saúde Mental (CERSAM): 1 
- Escolas Municipais: 29 
- Unidades Municipais de Educação Infantil: 9
- Farmácia Distrital: 1 
- Nº de bairros: 68 
- Nº de córregos que atravessam a região: 19 
- População: 273.892 (Censo IBGE/ 2002) 
- Parques ecológicos: 9
- Unidade de Pronto Atendimento (UPA ): 1 
- Centros de Saúde: 21 
- Praças: 66

Postado por Jorge Espeschit em 07/05/2011

Pontuação

Média: 4.0
Avalie
12345


1 Comentários para "REGIONAL NORDESTE DE BH - Pólo de indústrias e serviços"

  1. Itamar de Paula Santos 09/05/2011

    Senhor Jorge Espechit; Seja bem vindo à administração de nossa região. Achamos interessante colocar um pouco mais da historia da região nordeste. Sou membro do COMUPRA - Conselho Comunitário Unidos pelo Ribeiro de Abreu,atuamos na região do bairro Ribeiro de Abreu e adjacencias (baixo Onça, nossa região é cortada pelo Ribeirão do Onça, hoje o maior poluidor do Rio das Velhas. Somos idealizadores e coordenadores do Movimento DEIXEM O ONÇA BEBER AGUA LIMPA,desde 2007, que tem como objetivo a requalificação socioambiental da região do baixo Onça (nordeste/norte). Usamos entre outras as ferramentas da cultura e da agricultura urbana para mobilizar e propor esse novo olhar para a região. Portanto gostaríamos que o Senhor pudesse acrescentar no seu texto, informações sobre a região pois afinal de conta nós também somos nordeste e pode ter certeza que estamos juntos no enfrentamento dos desafios da região. Abraços, Itamar de Paula - COMUPRA

Faça seu Comentário

*Todos os campos são obrigatorios













Desenvolvido por JeffBastos