BH em Debate
Você está em : Inicial > BH em Debate > Políticas de Proteção Social

Políticas de Proteção Social

18 de Maio: Mobilização contra a exploração sexual de crianças



 

Belo Horizonte se prepara para vivenciar no dia 18 de maio a maior mobilização de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes já realizada na capital. Para isso uma grande rede de proteção à criança e ao adolescente, composta por entidades do governo e da iniciativa privada, constituiu o Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes, que organiza pela segunda vez, em Belo Horizonte, um banner humano. Desta vez, a ação será realizada em virtude do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

 

A comissão organizadora do evento pretende marcar a história de BH com o maior banner humano já feito em homenagem aos direitos das crianças e adolescentes e todos estão convidados a participar. A ideia de fazer o banner foi inspirada em uma ação de 2011, quando, em comemoração aos 21 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), centenas de pessoas se reuniram na Praça da Estação, no Centro, e se organizaram em fileiras, formando a frase ECA 21 Anos.

 

O evento será realizado na sexta-feira, dia 18, em praças, parques, praias e amplos espaços, em cidades brasileiras e a frase formada será 18 de Maio. Em Belo Horizonte, o diferencial será a utilização de sombrinhas coloridas na formação do banner. Para a formação do banner humano será preciso o envolvimento de aproximadamente 2 mil pessoas. O banner será composto por seis letras e dois números e para participar basta comparecer à Praça da Estação, às 9h do dia 18 de maio. 

 

A ação reivindicará a revogação da sentença do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), que no dia 27 de março divulgou a decisão de inocentar um homem acusado de estuprar três crianças de 12 anos sob o argumento de que elas já estavam envolvidas com a exploração sexual. 

A revogação fortalecerá o significado do dia 18 de maio e será uma vitória em nome da proteção das crianças e adolescentes brasileiros. Além disso, tais solicitações são fundamentais para garantir a responsabilização dos agressores e evitar a revitimização de crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, física e psicológica, entre outras.

 

Segundo a promotora Andréa Carelli, coordenadora do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Infância e Juventude do Estado de Minas Gerais, grande parte dos crimes contra crianças e adolescentes permanecem impunes pela dificuldade de reunir provas contra os suspeitos. Nesse sentido, os principais avanços a serem conquistados em nome das crianças e adolescentes serão o fomento às estruturas do estado que trabalham na responsabilização dos violadores.

 

Postado por Jorge Espeschit em 12/05/2012

Pontuação

Média: 0.0
Avalie
12345


0 Comentário para "18 de Maio: Mobilização contra a exploração sexual de crianças "
Seja o primeiro!

Faça seu Comentário

*Todos os campos são obrigatorios













Desenvolvido por JeffBastos