BH em Debate
Você está em : Inicial > BH em Debate > Saúde

Saúde

Desfile marca o Dia Nacional da Luta Antimanicomial em BH



Em Belo Horizonte, realizou-se na sexta-feira, dia 18, um desfile em comemoração ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial. A concentração aconteceu na Praça da Liberdade, de onde os integrantes da escola de samba Liberdade Ainda que Tam Tam partiram para o desfile pelas ruas da capital. O tema do desfile deste ano foi “SUStentar a Diferença: Saúde não se Vende, Gente não se Prende”. Esse é o 15º ano consecutivo que a defesa da luta antimanicomial ganha as ruas da capital.

Os integrantes da escola de samba são usuários dos serviços substitutivos de saúde mental de Belo Horizonte. O desfile teve como objetivo chamar a atenção da população para a luta contra o preconceito às pessoas em sofrimento mental. Além disso, propor e defender o fim dos hospitais psiquiátricos e a sua substituição por serviços abertos de qualidade, que garantam o tratamento em liberdade e os direitos de cidadania, assim como defender a reforma psiquiátrica antimanicomial. 

Participaram do encontro os usuários dos serviços substitutivos de saúde mental de Belo Horizonte, familiares e trabalhadores dos serviços de saúde mental de Nova Lima, Ribeirão das Neves, São Joaquim de Bicas, Betim, Contagem, Brumadinho, Sabará, Igarapé, Pedro Leopoldo e Esmeraldas. Estudantes de diversas faculdades e entidades de direitos humanos também marcaram presença. 




Pioneirismo


A política de Saúde Mental de Belo Horizonte começou a ser implantada há 17 anos. Pioneiro entre as grandes metrópoles brasileiras, o trabalho é marcado pela ousadia no campo da reforma psiquiátrica e segue a lógica antimanicomial, valorizando o cuidado em liberdade e a reinserção social dos pacientes. Na capital, existem sete Centros de Referência em Saúde Mental (Cersams) em diferentes regiões, que cobrem toda a cidade. As unidades funcionam 24 horas, oferecendo hospitalidade noturna aos usuários que necessitam de cuidado intensivo em tempo integral todos os dias da semana, inclusive sábados, domingos e feriados.

Essas unidades contam com uma equipe multiprofissional, formada por terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos e psiquiatras infantis. Já os pacientes entre 0 e 18 anos, o atendimento é realizado pelo Centro de Referência em Saúde Mental Infantil (Cersami). Para os usuários de álcool e outras drogas, a capital oferece atendimento especializado no Cersam-ad. A capital ainda conta com 24 residências terapêuticas. O serviço, conhecido por meio da sigla SRT (Serviço Residencial Terapêutico), está localizado em diversos bairros da cidade e desde 2002 são habitados por portadores de sofrimento mental.

Postado por Jorge Espeschit em 19/05/2012

Pontuação

Média: 0.0
Avalie
12345


0 Comentário para "Desfile marca o Dia Nacional da Luta Antimanicomial em BH"
Seja o primeiro!

Faça seu Comentário

*Todos os campos são obrigatorios













Desenvolvido por JeffBastos