BH em Debate
Você está em : Inicial > BH em Debate > Políticas de Proteção Social

Políticas de Proteção Social

15ª Parada do Orgulho LGBT faz história em BH e reuni 50 mil pessoas


15ª Parada do Orgulho LGBT faz história em BH e reuni 50 mil pessoas

O colorido da multidão em prol da diversidade sexual e contrária à homofobia mudou as cores das ruas e avenidas de Belo Horizonte no domingo, dia 22, com a 15ª Parada do Orgulho LGBT de BH. O evento, que dá visibilidade aos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, voltou a ocupar as ruas da região Centro-Sul da capital, e convidou o grande público para celebrar junto os 15 anos de militância ininterrupta na cidade. Com o tema “15 anos de visibilidade, lutas e conquistas” marcando essa edição, cerca de 50 mil pessoas participaram do evento. A concentração começou às 10h, na Praça da Estação e, depois, a parada seguiu em marcha pela rua Professor Moraes, entre as avenidas Getúlio Vargas e Afonso Pena, no bairro Funcionários.

 

De acordo com Carlos Magno, diretor do Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais (Cellos-MG) e um dos organizadores do evento, a parada é um momento de alegria. “Aumentamos a visibilidade deste grupo de forma diversa e animada, pois ainda existem pessoas que insistem em colocar a comunidade às margens da sociedade e nos guetos”, conta. Ele também reforça que eventos como este são capazes de auxiliar todos a conviver com as diferenças e até realizar mudanças histórias, como o reconhecimento recente da união estável para casais do mesmo sexo pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “Ao sair pelas ruas, os participantes revivem as lutas do movimento LGBT e festeja as conquistas. Hoje já somos milhares se manifestando, cada um de sua maneira. Mas estamos unidos no sonho de um mundo melhor e livre do preconceito”, reflete.

 

Apesar do grande destaque da passeata que tomou as ruas no domingo, a atividade faz parte das atividades que envolvem a 8ª Semana BH Sem Homofobia, que desde segunda-feira, dia 14, reúne mostra de filmes, seminários, cerimônia de premiação aos apoiadores da causa LGBT, encontros e debates. O intuito é que este seja também um período de produzir conhecimento, criando possibilidades para discutir assuntos em parceria com o poder público, sindicatos, Conselhos Regionais de Psicologia e de Serviço Social, universidades e entidades que atuam na defesa dos Diretos Humanos. Hoje, por exemplo, será realizado o Seminário de Saúde e Visibilidade LGBT, no auditório do BDMG (rua da Bahia, 1.600, Lourdes). A atividade conta com a participação de alguns gestores da saúde pública e tem a finalidade de debater questões específicas da comunidade LGBT. 

 

Desafios

 

Com um cenário mais animador que o existente há 15 anos, a fundadora da Parada LGBT de BH e da Associação Lésbica de Minas (Alem), Soraya Menezes, resgata o início do movimento em Belo Horizonte. “Lembro da coragem das 50 pessoas que ousaram ocupar a avenida Afonso Pena e levantaram a faixa que exigia direitos pra nós, LGBT, na primeira parada. Nem imaginávamos que estávamos construindo história”, revelou. Embora seja nítido o aumento do avanço das políticas sociais e dos debates sobre a questão da diversidade sexual pelo planeta, a homofobia no Brasil continua sendo um problema grave. Dados reunidos pelo Grupo Gay da Bahia no ano passado deixam o país como líder no ranking dos registros de crimes homofóbicos no mundo. A pesquisa indica ainda que a cada 36 horas um homossexual é morto no Brasil e o risco de um travesti ser assassinado é 259 vezes maior do que um gay.

  

Postado por Jorge Espeschit em 20/07/2012

Pontuação

Média: 3.0
Avalie
12345


1 Comentários para "15ª Parada do Orgulho LGBT faz história em BH e reuni 50 mil pessoas"

  1. Romulo Vianna 23/07/2012

    UM HORROR!!! Infelizmente estou morando no funcionários. BH não tem estrutura para eventos desta natureza. PIMENTA NO OLHO DOS OUTROS É REFRESCO.

Faça seu Comentário

*Todos os campos são obrigatorios













Desenvolvido por JeffBastos