BH em Debate
Você está em : Inicial > BH em Debate > Gestão democrática e poder local

Gestão democrática e poder local

Fórum do OP elege 14 obras para o biênio 2013/2014 na Nordeste



A edição do Orçamento Participativo que comemorou o aniversário de 20 anos do programa em Belo Horizonte foi responsável por realizar no último domingo, dia 25, o Fórum do OP na Regional Nordeste. A Escola Municipal Governador Carlos Lacerda recebeu 250 delegados eleitos pela própria população para a votação das obras que serão executadas ao longo do biênio 2013/2014.

 

Durante todo o dia, moradores que representaram os 68 bairros da região discutiram sobre as áreas prioritárias em que serão investidos os recursos do Orçamento Participativo nos próximos dois anos. A mesa de abertura do fórum contou com as participações do secretário de administração da Regional Nordeste, Jorge Espeschit, e do gerente regional de Orçamento Participativo, Ronaldo Manassés, além de representantes da Comforça, da secretaria municipal de planejamento, Urbel, Sudecap e Gestão Compartilhada. Após a abertura e a leitura do regimento, os delegados eleitos defenderam cada uma das 19 obras apresentadas pela população durante as assembleias realizadas em cada uma das seis sub-regiões que integram a Regional Nordeste.

 

O Fórum do Orçamento Participativo na Regional Nordeste definiu o investimento de mais de R$ 16,3 milhões para as 14 obras aprovadas. As intervenções eleitas estão divididas em áreas como: pavimentação e drenagem, construção de academias da cidade, revitalização de parques e elaboração de planos de regularização urbanística.

 

Concluído o processo de votação, Nilton da Silva, morador do Bairro Goiânia há 43 anos, comemorou a implantação da primeira etapa do Parque Municipal do Bairro Goiânia, aprovada através da mobilização dos moradores do entorno. “Nossa região ganha mais uma opção de lazer para suas crianças e jovens. Saímos felizes por esta grande conquista”, disse.

 

No dia 18 dezembro, os moradores da Regional Nordeste se juntarão a lideranças das outras oito regiões administrativas da cidade para o Fórum Municipal de Prioridades Orçamentárias, que acontece no Ilustríssimo, à Rua Maranhão, 56, Bairro Santa Efigênia.

Postado por Jorge Espeschit em 27/11/2012

Pontuação

Média: 1.0
Avalie
12345


2 Comentários para "Fórum do OP elege 14 obras para o biênio 2013/2014 na Nordeste"

  1. Romulo Viana 01/12/2012

    Se eu fosse prefeito eu não ia montar este circo! Desde que surgiu o OP vimos que as demandas não são atendidas, os promessas não são cumpridas, as prioridades são inadequadas. Inclusive nas administrações Petistas. O que se vê é uma grande campanha politica onde no final uma comunidade tinha uma pequena obra "escolhida pela comunidade" realizada, na maioria das vezes uma praça, um posto de saude fraquinho, uma rua pavimentada. Puro populismo! Se para cada obra fosse necessário uma votação da população, e a execução fosse feita na ordem da votação, o caos seria instalado. O critério para se fazer uma obra não pode ser este. Nunca soube de alguma grande cidade no mundo que funciona desta forma. Temos que votar num prefeito que tenha o compromisso de administrar para o bem comum. Que tenha uma equipe competente para elaborar projetos e planejar suas execuções. Sem este monte de gente incompetente ocupando cargos por indicação política. Temos que ter leis de responsabilidade, e contas transparentes. E cadeia para corruptos e ladrões. Que cada um continue reivindicando o que é melhor para ele, mas o prefeito não pode fazer primeiro o que é melhor para mim.

  2. Tadeu Filho 29/11/2012

    O OP de BH não pode já algum tempo ser chamado de Orçamento Participativo pelos seus dirigentes - O atual prefeito ainda não sabe governar a cidade ouvindo o cidadão - sua visão de administração faz da cidade uma empresa que só visa empreendimentos que na maioria das vezes sem planejamento de resultado a logo prazo e, dos moradores e cidadãos sem direito a voz. Por isso que as reuniões do OP foram esvaziadas e muitas comunidades não conseguiram quórum suficiente para a realização das assembleias. Evidenciando falta de dialogo com lideranças comunitárias e estratégia de motivação. O interesse é acabar com OP BH pelos simples fato de não querer o debate a acrítica ao seu governo. Este é o prefeito de BH que com certeza já esta negociando seus interesses para as eleições de 2014. Parabéns a todos eleitores de Lacerda e aguardem as chuvas afinal nesta estaremos sofrendo as consequências junto.

Faça seu Comentário

*Todos os campos são obrigatorios













Desenvolvido por JeffBastos