BH em Debate
Você está em : Inicial > BH em Debate > Trabalho e Desenvolvimento Econômico

Trabalho e Desenvolvimento Econômico

Inauguração do Leroy Merlin potencializa regional Nordeste de BH



A revitalização do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, a transferência da sede do governo estadual para a Cidade Administrativa e a construção da Linha Verde transformaram os vetores norte e nordeste da Grande Belo Horizonte em um foco de grandes investimentos. Atenta ao potencial da região, a EPO Engenharia está construindo um dos maiores empreendimentos multiuso da sua história: um complexo comercial e de serviços de 137 mil m² que reunirá dois edifícios, um centro de compras e uma torre comercial. O complexo está sendo erguido entre a estação do Metrô e o Minas Shopping, no bairro União, região nordeste de Belo Horizonte.

 

O projeto do mall, de área bruta de 111 mil m² e seis pavimentos, prevê a instalação de aproximadamente oito lojas âncoras, incluindo a rede francesa Leroy Merlin, mais 50 lojas com mix diversificado, cinco espaços corporativos, 8 megalojas (ainda em negociação), home center, 12 operações de fast-food, 2267 vagas de carros, e ainda acesso à estação do Metrô. O centro de compras será administrado pela AD Shopping, empresa que atua em todo o Brasil, incluindo o Minas Shopping e o Ponteio Lar Shopping.

 

A primeira fase da obra do complexo comercial e de serviços, inaugurada hoje, corresponde à construção de dois primeiros pavimentos do Power Center, onde está instalada a loja da Leroy Merlin. Os investimentos desta etapa giraram em torno de R$ 80 milhões, gerando cerca de 700 empregos. 

 

 

A outra parte do complexo equivale a uma torre comercial de 23 pavimentos, destinada à instalação de lojas e empresas do setor de serviços. A área construída será de 24,5 mil m², e vai abrigar lojas, salas comerciais, estacionamento com vagas rotativas, bicicletário e heliponto. 

 

O complexo multiuso também contará com um Espaço Livre de Uso Público (ELUP) com área de aproximadamente 4 mil m². O local terá uma praça e área de convivência, com projeto paisagístico que prevê a preservação da vegetação local e a integração da comunidade. 

 

Além de estimular a dinamização da economia local e a criação de novos postos permanentes de trabalho, o empreendimento vai atender a uma grande demanda e impulsionar o desenvolvimento da região. Segundo o diretor-presidente da EPO, Gilmar Dias dos Santos, investir no Vetor Nordeste da capital mineira é garantia de retorno. “A área é um ponto estratégico em franca expansão, e tem o maior potencial de atração de investimentos de Belo Horizonte”, justifica. 

 

Para marcar o término de cada etapa, a EPO Engenharia vai realizar inaugurações anuais e sucessivas dos pavimentos até outubro de 2016, data prevista para a conclusão das obras de todo o empreendimento.

 

Conceitos e diretrizes sustentáveis

 

Como uma das medidas compensatórias pelos impactos do novo complexo comercial, a EPO Engenharia construiu 700 metros da via 710, um corredor transversal que ligará as regionais Nordeste e Leste de Belo Horizonte sem a necessidade de trafegar pelo Centro ou área hospitalar da capital. Além disso, um túnel de 47 metros foi construído para minimizar o trânsito. 

 

A conciliação do desenvolvimento urbano e a conservação e otimização de uso dos recursos naturais são grandes diferenciais do empreendimento. Para a otimização energética dos espaços do complexo, está prevista a instalação de sensores de presença nas áreas comuns, além de sistema de elevadores inteligentes. Para melhor gestão da água, o empreendimento prevê medição individualizada com hidrômetros específicos para o shopping e torre comercial. Haverá ainda dispositivos econômicos com sistema de descarga de duplo acionamento, redutores de vazão adequados nos lavatórios, pias e chuveiros, visando gerar até 70% de economia de água para esse fim, além de torneiras acionadas automaticamente por sensores, com potencial econômico de até 75% em relação a produtos convencionais.

 

Procedimentos sustentáveis também estão sendo adotados durante a execução das obras, como o monitoramento de ruídos, uso racional da água e gerenciamento de resíduos e a reutilização dos materiais; o gerenciamento e a coleta seletiva de resíduos, garantindo destino correto por meio de empresas certificadas para tal; reaproveitamento de material lenhoso disponível no sítio, nas várias etapas da obra além da mínima supressão necessária de árvores; uso de mão de obra local sempre que possível. 

 

Postado por Jorge Espeschit em 02/04/2013

Pontuação

Média: 5.0
Avalie
12345


0 Comentário para "Inauguração do Leroy Merlin potencializa regional Nordeste de BH"
Seja o primeiro!

Faça seu Comentário

*Todos os campos são obrigatorios













Desenvolvido por JeffBastos