BH em Debate
Você está em : Inicial > BH em Debate > BH Cidade Parque

BH Cidade Parque

Definida a chegada dos gorilas no Zoo de BH



Uma notícia muito esperada pelos visitantes da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZB-BH): já está confirmada para o próximo dia 12 de outubro a chegada do casal Leon e Lou Lou, dois gorilas-da-planície-ocidental (da subespécie Gorilla gorilla gorila) que irão formar um grupo com a gorila Imbi, que vive no zoo da capital desde agosto de 2011.

Os animais são oriundos de instituições diferentes: enquanto a fêmea Lou Lou vem do Reino Unido (do Zoológico de Howletts – Fundação Aspinall), o macho Leon (nascido em Israel) vem de Tenerife, na Espanha (do Zoo Loro Parque). O empréstimo dos animais somente foi possível após a recomendação da Associação Europeia de Zoológicos e Aquários (European Association of Zoos and Aquaria, EAZA, em inglês) e a obtenção de licenças junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e ao Ministério da Agricultura. A vinda dos gorilas para Belo Horizonte se insere na mobilização de várias organizações ambientais para ampliar as medidas de conservação da espécie.

Segundo o médico veterinário e diretor do jardim Zoológico, Carlyle Mendes Coelho, a chegada do novo casal é um sinal da credibilidade da Zoo-Botânica junto aos organismos internacionais atuantes na conservação das espécies ameaçadas. “O novo grupo, a ser constituído por Leon, Imbi e Lou Lou, renova nossa expectativa da primeira reprodução de gorilas na América do Sul, e dá continuidade à história do Idi*, que será sempre querido pelos belo-horizontinos”
(*Idi, macho da espécie que viveu no Zoo da Capital entre 1975 e 2012).

De acordo com o presidente da Fundação Zoo-Botânica, Jorge Espeschit, a manutenção de gorilas em zoológicos, assim como de outras espécies ameaçadas de extinção, é fundamental para os projetos de reprodução e reintrodução desses animais na natureza. “Através dos programas educativos desenvolvidos com seus visitantes, os zoos promovem a formação de cidadãos sensíveis e comprometidos com a manutenção e valorização da biodiversidade”, ressalta.

Quarentena

Assim que chegarem à Fundação, Leon e Lou Lou serão levados diretamente para o quarentenário (área isolada e protegida onde cumprirão um período de isolamento, sob a supervisão do Ministério da Agricultura, longe do público visitante e da fêmea Imbi). 
A quarentena está prevista para ter 30 dias de duração. Durante este período, somente os médicos-veterinários, biólogos e tratadores já aprovados por meio de uma série de exames pela Gerência de Saúde Ocupacional da Secretaria Municipal de Saúde terão acesso à área do Quarentenário.

Durante a quarentena Leon e Lou Lou serão monitorados por todos os profissionais envolvidos no processo, inclusive através de câmeras instaladas no interior do quarentenário, e passarão por exames de rotina realizados pelos médicos-veterinários da FZB-BH.
Em um primeiro momento os gorilas permanecerão isolados um do outro, pois ainda não tiveram contato anteriormente. O comportamento do casal será monitorado e quando forem observados sinais de interesse na aproximação, típicos da espécie, os animais serão aproximados.

Este período também é muito útil para os animais se adaptarem à nova dieta, ao clima diferente, às novas pessoas responsáveis por seus cuidados.

Passado esse período, e desde que os animais não apresentem nenhum sinal clínico de doença, os animais serão liberados da quarentena e estarão aptos a serem introduzidos no recinto de exposição juntamente com a outra fêmea Imbi.
A aproximação entre os três gorilas será feita de maneira progressiva, dependendo das reações e do interesse de cada um dos animais, respeitando o comportamento natural da espécie.

Comportamento

Os gorilas vivem em grupos constituídos por cinco a 30 indivíduos, entre jovens imaturos, fêmeas e seus filhotes, liderados por um macho adulto dominante. Esse é facilmente reconhecido por apresentar as costas cinza-prateadas, denominado “silverback”. A liderança é conseguida graças à sua experiência e suas habilidades em proteger o grupo e não somente por causa de sua força.

Esses animais quando atingem a maturidade sexual saem do grupo no qual nasceram. Os machos podem formar grupos de solteiros ou ficar solitários até encontrar fêmeas para constituir seu próprio grupo. Para as fêmeas, essa migração se dá por volta dos oito anos e, a partir dos 11 anos, para os machos.


Dados dos novos animais

Leon
Nascimento: 31/10/1998
De onde veio: Zoo de Loro Parque em Tenerife/Espanha
Chegada à FZB-BH: 2013
Vivia em um grupo de machos e jovens adultos
Peso: aproximadamente 200 kg.

Lou Lou
Nascimento: 06/08/2004 e vivia no Zoo de Howletts (Reino Unido)
Chegada à FZB-BH: 2013
Vivia em um grupo misto formado por fêmeas mais velhas e machos bem jovens.
Peso: aproximadamente 80 kg.


Transporte

Leon e Lou Lou deixam a Espanha e o Reino Unido, respectivamente, no dia 11 de outubro chegando ao Brasil, no Aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro (em voos diferentes) no mesmo dia. Os dois animais então devem seguir para Belo Horizonte, por via terrestre, e chegar ao Zoo da capital no dia 12 pela manhã. A viagem do Rio para BH terá o acompanhamento de técnicos dos zoológicos de origem e também da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte. A FZB-BH fará a divulgação de imagens do transporte e da chegada dos animais para a imprensa.

Postado por Jorge Espeschit em 08/10/2013

Pontuação

Média: 5.0
Avalie
12345


1 Comentários para "Definida a chegada dos gorilas no Zoo de BH"

  1. Arlete Soares 10/10/2013

    OTIMA NOTICIA QUE ELES SEJAM BENVINDOS.

Faça seu Comentário

*Todos os campos são obrigatorios













Desenvolvido por JeffBastos