BH em Debate
Você está em : Inicial > BH em Debate > Conservação da Biodiversidade

Conservação da Biodiversidade

Jardim Botânico de BH contribui para a educação ambiental e a pesquisa


Jardim Botânico de BH contribui para a educação ambiental e a pesquisa

“Conhecer para preservar”. Seguindo essa perspectiva, a Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZB-BH) aproveita o Dia Nacional da Botânica, comemorado nesta sexta-feira, dia 17, para propor uma reflexão sobre a importância do seu Jardim Botânico no contexto do município e para além de seus limites, e convidar a população para uma visita.

 

O Jardim Botânico da FZB-BH (Avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000 – Pampulha) é reconhecido pelos seus pares e por outras entidades brasileiras como um dos melhores do país em termos de diversidade, pesquisa e conservação de plantas, tendo servido de referência para a implantação de outros, como o de Poços de Caldas, no sul do estado.

 

É importante destacar que o Jardim Botânico da FZB-BH se diferencia de outros no país por seguir as metas globais de conservação desde que foi planejado. Uma dessas metas estabelece que coleções e exposições botânicas sejam voltadas à conservação regional. Assim, as representações em estufas e coleções dos biomas mineiros dão ênfase à mata atlântica, caatinga e cerrado (Campo Rupestre).

 

Sua área inclui uma reserva natural, caracterizada por uma transição de cerrado e mata atlântica. Nem sempre jardins botânicos possuem essas reservas. Assim é possível realizar atividades de educação ambiental, pesquisas e conservação na área do Jardim Botânico.

 

Poucos jardins botânicos têm um zoológico associado, como acontece na FZB-BH. Este fato permite ampliar os trabalhos de educação ambiental, pesquisa e conservação, relacionando flora e fauna, além de integrar tudo isso ao lazer.

 

Estrutura


Em junho de 2001, o Jardim Botânico da FZB-BH, que até então só atendia a visitas programadas, foi aberto ao público. Com 10 hectares de área urbanizada, ele conta com estufas, jardins temáticos, praças, lagos, área reservada para as coleções botânicas, o viveiro de mudas e o banco de sementes e herbário. Em seus jardins são cultivadas plantas medicinais e tóxicas, folhagens, palmeiras brasileiras, plantas suculentas, bromélias e flores. As estufas na área de visitação são cinco: duas dedicadas à evolução das plantas, uma que representa a caatinga, outra que representa o cerrado, e a terceira, a mata atlântica. Importantes coleções botânicas vivas são cultivadas em área reservada para pesquisa. Há, ainda, dois lagos com plantas aquáticas.



Dia da Botânica


O Dia Nacional da Botânica foi instituído pelo Decreto Lei nº 1.147, de 24 de maio de 1994, em homenagem às comemorações dos 200 anos do nascimento de Carl Friedrich Philipp von Martius (1794-1868), naturalista alemão que chegou ao Brasil em 1817, na comitiva que acompanhou a Imperatriz Leopoldina, esposa da Dom Pedro I. Viajando durante três anos pelo país, e percorrendo mais de 10 mil km, Martius coletou inúmeros itens da flora, os quais foram catalogados e descritos na obra Flora Brasiliensis.

 

Educação Ambiental


A importância da educação ambiental cresce na mesma proporção em que aumenta a percepção do público quanto à gravidade da perda da biodiversidade. A educação ambiental está incorporada a todas as principais estratégias internacionais para conservação da biodiversidade e desenvolvimento sustentável. Os jardins botânicos desempenham um papel fundamental no desenvolvimento e na execução dessas estratégias. Eles contribuem para tornar a educação ambiental acessível a todos e para a conservação da biodiversidade.

 

Serviço


O Jardim Botânico da FZB-BH está aberto para visitação de terça a domingo, das 8h30 às 16h. Os ingressos individuais custam R$ 4,00 de terça a sexta-feira, R$ 5,00 nos sábados, e R$ 8,00 nos domingos e feriados. A entrada para automóveis de passeio custa R$ 10,00 de terça a sábado, e R$ 20 nos domingos e feriados. Para informações sobre gratuidade e preços diferenciados para escolas e grupos organizados, consulte
www.pbh.gov.br/fundacaozoobotanica.

Postado por Jorge Espeschit em 17/04/2015

Pontuação

Média: 0.0
Avalie
12345


0 Comentário para "Jardim Botânico de BH contribui para a educação ambiental e a pesquisa"
Seja o primeiro!

Faça seu Comentário

*Todos os campos são obrigatorios













Desenvolvido por JeffBastos