BH em Debate
Últimos Posts

Não é educação que torna Dinamarca igualitária, diz estudo

Aumento de oportunidades para jovens é vital para o futuro das cidades

Visita ao Zoo fortalece vínculos familiares de crianças e adolescentes com deficiência

PAIR Nordeste chega a 5º seminário debatendo crimes na web

Carnaval teve campanha de conscientização na Regional Nordeste

Fórum do Idoso discute ampliação do EJA na Regional Nordeste

Eleição do Conselho Tutelar: esse você é quem escolhe!

Mês Consciência Negra - Programação Especial

Fórum do Idoso discute direitos da 3ª idade na Regional Nordeste

Savassi recebe exposição de fotografias feitas por crianças do Cj. Paulo VI

15ª Parada do Orgulho LGBT faz história em BH e reuni 50 mil pessoas

Centro de Referência potencializa ações da capital voltadas para jovens

Seminário amplia ações do Pair na região Nordeste

Cras Artur de Sá completa 10 anos de parceria com população

Regional Nordeste amplia canais de diálogo com população cigana

Cras Paulo VI comemora 6º aniversário com festa

BH fortalece luta contra a exploração sexual infantil

18 de Maio: Mobilização contra a exploração sexual de crianças

Projeto voltado à comunidade cigana é tema de reunião

Região Nordeste promove atividades durante todo o mês para as mulheres


Ver Todas Envie um Artigo
Você está em : Inicial > BH em Debate > Políticas de Proteção Social

Políticas de Proteção Social

Defendemos a promoção do desenvolvimento social, ampliação do acesso a bens e serviços públicos e diminuição da exclusão social. Propomos o desenvolvimento e a implementação de políticas de assistência social, considerando as potencialidades da população em situação de risco e maior vulnerabilidade. Com relação aos usuários das redes de proteção social, propomos:


Direitos da mulher e democracia de gênero: o respeito à diversidade é o nosso alicerce, que visa fortalecer o protagonismo social e político das mulheres na sociedade. Como contribuir para as mulheres se organizarem de maneira independente, aperfeiçoando a plataforma de direitos e políticas para mulheres; contribuindo para a participação mais efetiva e organizada da mulher na administração municipal; ampliando a presença feminina nos espaços de poder? Queremos debater questões sobre saúde, cultura, educação, formação política, gênero e violência.
Juventude: o que fazer para fomentar a representação e participação da juventude na elaboração, na execução e na avaliação das políticas públicas do município, criando espaços formais de discussão e propiciando a sua livre manifestação por meio de uma participação direta e efetiva?
Movimento negro: nos interessa debater a questão racial brasileira, sobretudo no que se refere à formulação de políticas públicas de igualdade racial. Como combater o racismo em nossa cidade?
Criança e Conselhos Tutelares: incentivamos a formulação de políticas públicas de atendimento e de garantia dos direitos da criança e do adolescente e aprimoramento das atividades dos Conselhos Tutelares.
Melhor Idade: fomentamos a formulação de políticas públicas de atendimento e de garantia dos direitos do Idoso. Como programar atividades especiais para a faixa etária acima dos 60 anos? O que fazer com as questões de saúde, transportes, mobilidade, esporte, turismo e lazer para esse público?

Acessibilidade: queremos a discussão sobre o atendimento às necessidades e direitos das pessoas com deficiência - calçadas adequadas, transporte coletivo adaptado, disseminação de software para cegos, semáforos sonoros etc. Quais ações garantiriam a reintegração e inclusão social do portador de necessidades especiais (seja por deficiência auditiva, visual, mental ou física) na cidade?

GLBTT: como garantir e ampliar direitos visando à erradicação do preconceito? O que fazer para o combate à homofobia?
Qual é a sua opinião? Participe deste debate!

 

Não é educação que torna Dinamarca igualitária, diz estudo

João Pedro Caleiro, de EXAME São Paulo - Os países escandinavos de forma geral são vistos como exemplos de harmonia social, igualdade de oportunidades e equilíbrio entre mercado e estado. Mas os dados de mobilidade da Dinamarca mostram que essa visão é...

leia Mais

Aumento de oportunidades para jovens é vital para o futuro das cidades

Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) divulgou um estudo que aponta a importância dos jovens para o futuro das cidades. O Relatório Situação da Juventude Urbana 2012/2013 afirma que, apesar de o jovem ser “o bem mais importante...

leia Mais


Desenvolvido por JeffBastos