BH em Debate
Você está em : Inicial > Depoimentos

Depoimentos

João Carlos (Carioca)

Rio de Janeiro
Meu caro amigo Jorge,
 
Desculpe se me intrometo em seara que não domino, mas desde que a vida, através do Carlos Aloysio e do Leonel, permitiu-nos o reencontro, tenho acompanhado com interesse a sua trajetória política.
Na verdade, costumo definir-me como um desses imbecis apolíticos, porque afinal de contas, querer ser apolítico num país como o nosso, para quem tem acesso à informação, algum conforto e alguma possibilidade de formar opiniões - como é o caso de 90% do nosso grupo - é, sem dúvida, um atestado de imbecilidade do qual eu mesmo me considero signatário.
Mas no teu caso, meu querido amigo, tenho que me manifestar. Não só porque você é um amigo (aos amigos, tudo, aos inimigos, a lei...). Mas porque você, assim como outros que tenho a honra de conhecer de perto nesse grupo, é uma prova viva de que a perseverança, a honradez, a honestidade, a lealdade aos seus, tudo isso reunido tem a capacidade de levar o homem a vôos inimagináveis para aqueles que não têm firmeza de caráter.
Lembro-me de você, garoto, meu querido amigo. Lembro que tua família vivia, como boa parte de nós, com dificuldades, mas sempre com espaço em casa e no coração para receber um bando de moleques desrespeitosos que se divertiam em subir ruas sem asfalto do antigo Glória para encher o saco - até porque aquelas ruas sem asfalto que certamente tanto dificultavam a vida de teus pais eram para alguns de nós (eu, inclusive) uma diversão ímpar e desconhecida.
Lembro que você, "veterano" reprovado, "mais velho", era para nós (ou pelo menos para mim) uma referência de postura, de atitude. E desde aquele tempo, sereno, tranquilo, mas incisivo, nunca medroso nem reticente.
Estou dizendo tudo isso, porque entendo que todos os depoimentos abaixo são válidos, sim, mas para quem não te conhece. Aqueles que te conhecem, como nós, deveriam também depor, não por conta do político, mas por conta do homem que nós conhecemos ha trinta anos. Do cara que saiu de onde você saiu e chegou onde você chegou. Porque hoje é muito fácil falar que falta oportunidade, faltam portas abertas. Difícil é ter alguém que, como você, chute a porte se ela estiver fechada.
Admiro e sempre admirarei os homens que lutam por um ideal. Homens que ainda acreditam ser possível fazer a diferença. Nosso país precisa, urgentemente, de muitos Jorges Espeschits, que estejam dispostos a trabalhar para que as gerações futuras tenham pelo menos noção de que a vida pode ser muito melhor do que se imagina, desde que a gente sonhe acordado e não fique esperando algo acontecer.
Parabéns, meu amigo, e muito sucesso na tua campanha.
Se Belo Horizonte não te eleger, Jorge, pior para ela. Homens de caráter são aqueles que sabem para onde querem ir, e batalham para chegar lá, sem esquecer de onde partiram e quem viajou com eles. Você, guerreiro, certamente é um desses homens.
Grande abraço do teu amigo saudoso.
< Voltar

 


Desenvolvido por JeffBastos