fbpx

Grupo de Lian Gong do Parque Ecológico da Pampulha comemora dois anos

Criado em abril de 2011, o grupo de lian gong Flor de Lótus, do Centro de Saúde Itamarati, comemorou dois anos de existência em grande estilo. A festa, realizada no final de abril no Parque Ecológico da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 6.061), reuniu 47 praticantes da ginástica chinesa, familiares, profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf), além da gerente do centro de saúde, Eni da Silva Braga, e as instrutoras de lian gong Nágima Hamizs de Faria e Maria do Rosário de Arruda Vargas. 

 

Para que todos entrassem no clima de descontração, a fisioterapeuta do Nasf Pampulha Lidiany Pacheco coordenou a “Dança das boas vindas”, exemplo de dança sênior que trabalha a memória, o ritmo e a concentração dos praticantes. Em seguida, foi exibido um vídeo com várias fotos das aulas, visitas e passeios que os integrantes do grupo fizeram juntos. A emoção ficou por conta da psicóloga Nágima Hamizs que preparou um discurso sobre os vínculos construídos e do crescimento pessoal dos integrantes do grupo ao longo dessa convivência. “O nome ‘Flor de Lótus’ tem um significado especial, pois é a flor que desabrocha em busca da luz. Podemos nos considerar, então, como esta flor, pois o nosso crescimento enquanto parte deste grupo é como o progresso da alma superando todas as dificuldades. À medida que vamos convivendo uns com os outros, nossa vida vai mudando para melhor”, explicou.

 

Vários participantes deram depoimentos emocionantes, falando sobre os benefícios físicos e psicológicos da ginástica. Para Isa Moreira Costa Vaz de Melo, de 67 anos, a prática de lian gong trouxe muitos benefícios. “Percebi que os movimentos do meu corpo melhoraram e, além disso, favoreceu a convivência social”, disse.

 

Praticantes há quatro anos, o casal Celso Geraldo Braga e Aparecida Duarte Braga é um grande incentivador da ginástica. “O lian gong é um prazer, pois melhora a saúde do corpo. No meu caso, baixou o colesterol, a pressão ficou mais controlada, tenho mais disposição e até o humor melhorou. No nosso grupo agora tem menos gente doente”, disse Aparecida.

 

Gerente do Centro de Saúde Itamarati, Eni da Silva Braga falou sobre a repercussão positiva do lian gong para os usuários da unidade. “É um trabalho de promoção da saúde. Já temos dois grupos de pessoas assíduas, o que mostra o envolvimento da equipe e dos praticantes. Para mim, a gratificação maior é ver que repercutiu positivamente não só para os usuários, mas foi uma forma de valorização do trabalho das profissionais também. Por isso, nossa meta é expandir para outros locais, beneficiando um número maior de pessoas”, falou.

 

O Centro de Saúde Itamarati oferece a prática chinesa em dois locais: no Orfanato Lar de Antônio Tereza (rua Copenhague, 500, bairro Braúnas), às segundas e quintas, às 8h, e no Parque Ecológico da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 7.111, Pampulha), às quartas e sextas, às 15h. Mais uma turma será implantada em breve. Outras informações podem ser obtidas através por meio dos telefones 3277-1570 e 3277-7876.

AVALIE ESTE POST

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *